ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância

http://www.andi.org.br/

Saiba tudo sobre a situação da criança no mundo. Clik aqui para traduzir o Blog. Obrigado.

Clik para ouvir !!!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

A sociedade brasileira precisa se valorizar mais.

Na Bíblia sagrada está escrito as seguintes palavras:


"Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus."
(Romanos 14:12) NTLH

O que na verdade Deus quis dizer com estas palavras ao citá-las em Seu livro?
Será que Deus nos deu algo que um dia deveremos prestar contas do que fizemos com aquilo que Ele nos deu?
O que vemos em nossa sociedade é um retrato fiel da vontade soberana da maioria das pessoas que a compõe.
Sendo assim, deveríamos abandonar a murmuração e sermos mais exigente no tocante ao que, de fato, queremos e lutamos.
É certo que cada um de nós luta pelos seus próprios interesses e são raras as pessoas que procuram lutar pelos interesses daquilo que não é seu ou que não lhes diz respeito.
Desta forma concluo que somos merecedores das desgraças que nos acontecem.
Isso porque criamos leis e aceitamos pacificamente que elas nos roubem, destruam e nos matem.
Que sociedade é essa, que dá com uma mão e toma com a outra e usa a que deu como apoio para tomá-la mais facilmente?
Que sociedade é essa que fazem leis de combate ao crime e ao mesmo tempo fazem leis que protege o criminoso?
Para que serve a Polícia, senão para prender!
Para que serve os Juízes, senão para julgar conforme as leis!
Para que serve as leis, senão para mostra o crime!
Então porque tudo isso é feito, senão para proteger a mesma sociedade que a criou?

Ora, vejo que tudo isso é feito para, na verdade, mostrar o quanto merecemos os resultados do que criamos.
Seria como o médico tentando criar um ser humano mais forte e resultar num mostro que o acaba matando.
A Eca (Estatuto da Criança e do Adolescente) foi criado para proteger os interesses da criança e do adolescente.
No entanto o que vemos de fato é um espetáculo de indiferença e irresponsabilidade, no tocante ao seu cumprimento, ou seja, fazer valer o que está escrito.
As organizações acabam sendo maiores que as leis e o cumprimento delas estão diretamente relacionados aos interesses das mesmas.
Isso explica os governantes que temos, eles são frutos dos planos das grandes organizações financeiras.
E indiretamente acabam sendo também fruto de uma sociedade que se solidariza com esses interesses.
Vemos que nossa sociedade é controlada por mecanismos cada vez mais sofisticados trabalhando em áreas vitais do ser humano, tais como o psicológico e o emocional, levando-o a enfraquecer seus sistemas de defesa dando lugar ao medo.
O medo é uma condição de vulnerabilidade do ser humano, sendo que o único meio de defesa é pelo amor, pois “o amor lança fora o medo” (Bíblia Sagrada).
No Livro de I João 4:15 está escrito que - Todo aquele que afirma que Jesus é o Filho de Deus, Deus vive unido com ele, e ele vive unido com Deus. 16 - E nós mesmos conhecemos o amor que Deus tem por nós e cremos nesse amor. Deus é amor. Aquele que vive no amor vive unido com Deus, e Deus vive unido com ele. 17 - Assim o amor em nós é totalmente verdadeiro para que tenhamos coragem no Dia do Juízo, porque a nossa vida neste mundo é como a vida de Cristo. 18 - No amor não há medo; o amor que é totalmente verdadeiro afasta o medo. Portanto, aquele que sente medo não tem no seu coração o amor totalmente verdadeiro, porque o medo mostra que existe castigo. 19 - Nós amamos porque Deus nos amou primeiro. 20 - Se alguém diz: “Eu amo a Deus”, mas odeia o seu irmão, é mentiroso. Pois ninguém pode amar a Deus, a quem não vê se não amar o seu irmão, a quem vê. 21 - O mandamento que Cristo nos deu é este: quem ama a Deus, que ame também o seu irmão.
Por esta razão concluo que uma sociedade só pode sobreviver se amar e infelizmente não é isso que acontece e nossos dias.
Como então podemos ter amor em nós?
O ser humano não pode produzir amor, portanto deixemos que o amor ocupe o espaço que estamos dando a ganância, a indiferença, ao ódio e ao medo.
O medo de fazer valer nossas leis e combater as leis erradas, tirando-as dos livros, é o desafio que faço a todos e eu me incluo nele.
Não há mais espaço para o medo, somos covardes ou um povo forte e lutador?
Porque as crianças e os idosos são obrigados a brigar em todos as organizações, as quais deveriam atendê-las com respeito e dignidade?
Porque as pessoas treinadas para providenciar um atendimento correto, se ocultam nas horas em que se faz necessário sua presença?
Afinal o que queremos?
Um país justo ou a justiça sempre ao nosso favor, mesmo que pratiquemos um crime!
Estas práticas levam a desvalorização própria da pessoa e conseqüentemente provoca um ferimento mortal que a faz ser conivente com o erro e não ter forças para enfrentá-lo.
Uma sociedade assim é falsa e corrupta e não pode subsistir, ela mesma provoca sua própria destruição.

Ed

Nenhum comentário:

Postar um comentário