ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância

http://www.andi.org.br/

Saiba tudo sobre a situação da criança no mundo. Clik aqui para traduzir o Blog. Obrigado.

Clik para ouvir !!!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Flagrante do cotidiano carioca: Uma Criança descamisada é agredida por autoridades que deveriam protegê-la

Olá caro e precioso leitor deste blog.
O relato abaixo foi publicado no blog  http://direitofundamentalnatural.blogspot.com/ e trata-se de um flagrante do cotidiano carioca.
Este relato é um exemplo de como despreparada está as autoridades policiais, que além de desconhecer as leis de proteção da criança e do adolescente(ECA), ainda a descumpre e vai além disso, praticam o crime de violência contra estas crianças, as quais são frutos de uma sociedade corrupta, ignorante, preconceituosa e egoista.
Não há investimento em treinamento deste pessoal e não há local e programa adequado para que estas crianças sejam atendidas, porque NÃO HÁ compromisso da Nação para este fim.
Existem leis e alguns projetos isolados, tais como o que trabalho http://www.srcbrasil.org.br/ e poucas pessoas realmente compromissadas com esta realidade.

Ed

É interessante como agem nossas autoridades, existem para que a lei seja cumprida, se baseiam neste princípio, no entanto podemos ver no dia-a-dia que é uma incrível fachada. Hoje ao caminhar na calçada, do Largo do Machado -Rio de Janeiro-, vi uma coisa que não é nenhum absurdo aos olhos de quem passa, um grupo de guardas municipais puxando pelos braços um garoto sem camisa. Como sempre me interesso pela atuação destes profissionais, resolvi observar. O garoto pedia para ir embora e eles o arrastando devagar para não chamar muita atenção. Levaram o garoto para um lugar onde não passava tanta gente assim, e veio mais guardas municipais e um segurança de não sei qual loja. Pude observar que um senhor que estava o tempo todo perto do garoto e dos guardas era (me parece) dono de loja. A ênfase era que estavam coagindo o menor, queriam aplicar-lhe um conveniente corretivo por ter -como disseram- jogado pedra no vidro de uma loja. O garoto logo retrucou que o segurança tinha jogado spray de pimenta em seus olhos. Todos falavam acusando o garoto sem dar forma dele se defender, seus olhos eram de horror, como se tivesse sido capturado pelo inimigo.


Não consegui ficar calado, perguntei a idade do garoto que é de dez anos e disse para eles que o garoto era vulnerável, considerado por lei e que esta não era a forma de ser tratado. Não gostaram mas pegaram leve, falaram que ia liberar o garoto depois que ele pedisse desculpas.

Sério, fiquei horrorizado diante da atitude deles de humilhar o garoto, um bando de marmanjos bem nutridos subjugando quem deveriam defender. Eu sei que esses menores aprontam e muito, mas será que mais que as autoridades, que deveriam providenciar forma digna de sobrevivência para eles e não o faz, que deveriam educa-los e orientar seus pais mas preferem bater, prender, humilhar.

É vergonhoso a atuação dos guardas diante dos trabalhadores informais. Um dia estava pensando como seria se todas as muambas fossem tomadas de alguém que tivesse de levar leite para um recem-nascido, hoje eu vi que isso acontece frequentemente e é por causa destes exemplos que temos muitas pessoas desamparadas e consequentemente muitas crianças soltas nas ruas sendo subjugados por esses lacaios, mercenários baratos que sequer fazem questão de lembrar de suas origens ao desempenhar seu papel na sociedade. Eles se esquecem que já foram desempregados e que são dos mesmos lugares de onde são estes pobres infelizes. Mas se lembram que tem que servir, mesmo que fora da lei, os donos do capital.

Isto ficou claro: os guardas municipais não se contentam em deixar desprovido os informais de suas mercadorias, pretendem praticar uma humilhação generalizada, estendendo-as aos filhos desnutridamente desprotegidos.

Valeu prefeito pela ótima atuação de seus lacaios. Valeu "elite" pela eficiência de seus projetos em praticar a xenofobia nos que são filhos dessa terra. Muito bonito essas atuações.

Postado por DOM QUIXOTE às 21:15

Nenhum comentário:

Postar um comentário