ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância

http://www.andi.org.br/

Saiba tudo sobre a situação da criança no mundo. Clik aqui para traduzir o Blog. Obrigado.

Clik para ouvir !!!

sábado, 23 de outubro de 2010

"Papai... dói" leia é sobre abuso a crianças. Um grito de alerta !!

REVOLTANTE!!!!!                      

Papai...... dói "

Esta é uma história verdadeira 

Meu nome é Chris,

Estou com três anos,

Meus olhos estão inchados ..

Eu não posso ver.

                                              Eu devo ser estúpida,

                                              Eu devo ser má,

                                              O que eu poderia ter feito para

                                              Meu pai ficar tão bravo?

                                              Eu gostaria de ser melhor,

                                              Eu desejo não estar tão feia,

Então, talvez a minha mãe,

Será que ainda querem me abraçar.

Eu não posso fazer algo errado,

Eu não posso falar nada,

Ou então eu fico presa,

Durante todo o dia.

                     Quando estou acordada,

                            Eu estou sozinha,

                                 A casa está escura,

                                      Meus pais não estão em casa.

                                             Quando minha mãe vier para casa
Vou tentar ser agradável,

        Então, talvez eu consiga,

               Uma noite só com chicotadas.


                                          Acabei de ouvir um carro,

                                 Meu pai está de volta

                         Do Charlie's bar

                   Eu já ouvi êle amaldiçoando

            Meu nome é chamado,

Eu me aperto,

    Contra a parede.

         Eu tento me esconder,

                                                                                                        De seus olhos

                                                                                                   Tenho tanto medo agora,

                                                                                              Eu estou começando a chorar.

Se ele me encontrar chorando,


                                                                                         Fala um monte de palavras feias,

                                                                                         Ele diz que tudo é culpa minha,

                                                                                         Ele sofre muito no trabalho.

                                                                                           Ele bate e bate

                                                                                           E grita comigo ainda mais,

                                                                                           Eu finalmente me vejo livre,

                                                                                           E corro para a porta.

Ele já fez o bloqueio,

    E eu começo a gritar,

         Ele me leva e me joga,

             Contra a parede.

                                                                     Eu caio no chão,

                                                                        Com os meus ossos quase... partidos,

                                                                             E meu pai continua,

                                                                                Com mais palavrões.

 
  "Sinto muito!", Eu grito,

Mas agora é tarde demais,

Seu rosto fica retorcido,

Em uma forma inimaginável.

E finalmente ele para,


                                                             E se dirige para a porta,

                                                             Enquanto eu estava ali, imóvel,

                                                            Esparramada no            chão.



                                                  Meu nome é Chris,

                                                           Estou com três anos,

                                                                         Esta noite meu pai...

                                                              ...Me matou.

                                              ******************************

E você pode ajudar,

Enjoa-me a alma,

Se você ler isso,

E não compreender o que está a sua volta

Talvez, na casa de seu vizinho?

Ou pela rua onde passa quando você volta do trabalho?

Quem sabe o amiguinho de seu filho na escola?


Papai!

Porque você teria que ser,

Uma pessoa sem coração!...


Esta mensagem chegou ao meu email e eu não podia deixar passar em branco.


Não posso deixar de dar meu grito de dor e de alerta.


Nosso país não está registrando a existência de casas abrigo e consequentemente não há registro do número de crianças e adolescentes abrigados no Brasil(veja matéria do IBGE neste blog).


Fala-se em 80 mil, mas acredito que esse número é de aproximadamente 2 milhões.


Cerca de 200 mil crianças são abandonadas todos os anos em nosso país e 8 mil casos de desaparecimentos não são resolvidos.


Com esses dados podemos concluir que apenas 80 mil crianças e adolescentes estão abrigados?


Não dá para ficar calado, temos que refletir e buscar alternativas para o enfrentamento de tanta violência e sofrimento por que passam as crianças e adolescentes.


Como podemos contribuir para uma sociedade mais justa, formar uma rede forte para combater, denunciar e romper com a situação relatada?


Como podemos contribuir para um presente (isso mesmo, não dá para pensar em futuro, as vezes não tem tempo) mais humano para o que não podem se defender.


Se ainda não sabe o que fazer,... já colabora divulgando este blog.

P. S. - Todos os banners e qualquer lugar que você clicar e adquirir algum produto, irá contribuir para o sustento dos pequeninos que precisam de ajuda.

Abraços à todos:

Ed


Pelo menos dez crianças a cada dia ao redor do mundo morrem


por algum tipo de abuso !!

Nenhum comentário:

Postar um comentário