ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância

http://www.andi.org.br/

Saiba tudo sobre a situação da criança no mundo. Clik aqui para traduzir o Blog. Obrigado.

Clik para ouvir !!!

sábado, 24 de abril de 2010

BRASILEIROS PODEM MORRER DE GRIPE SUÍNA, A (H1N1). Senhor ministro Temporão: E se nos morrermos de gripe A(H1N1)?

" Estamos protegendo os grupos mais frágeis e aqueles que têm maior risco de adoecer e morrer ", afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, na última sexta-feira (5/03/2010).

Nosso ministro da saúde informou que os cidadãos brasileiros que se encontram nas faixas etárias abaixo, não tomarão a vacina contra a gripe A (H1N1).

Crianças entre 0 e 5 meses e 29 dias



Crianças e jovens entre 2 anos e 1 dia até 19 anos e 29 dias


Adultos acima de 40 anos que não sejam portadores de doenças crônicas

Isso significa que, esse grupo se encontra mais resistente a doença, porém não está imune, ou seja, pode vir a ser contaminado e morrer.
Na opinião de um leigo como eu e também de me encontrar no grupo dos que não receberão a vacina, encontro-me DESORIENTADO E ABANDONADO, COMO AS CRIANÇAS QUE CUIDO.

PORÉM NÃO COM MEDO, PORQUE CREIO EM JESUS E SEI QUE MINHA VIDA ESTÁ NAS MÃOS DE DEUS E SEI QUE SE EU VIR A FALECER ESTAREI COM ELE NA GLÓRIA.

MAS, COMO CIDADÃO BRASILEIRO, NÃO ESTOU NEM UM POUCO CONFORMADO COM ESTA SITUAÇÃO.
SE TIVER QUE HAVER VACINAÇÃO, TEM QUE SER PARA TODOS OU TEREMOS QUE ESPERAR PARA VER AS MANCHETES NA MÍDIA SOBRE A MORTE DE MILHARES DE CRIANÇAS, JOVENS E ADULTOS POR ESTE BRASIL AFORA?
ACREDITO QUE O MINISTÉRIO DA SAÚDE ESTÁ ARRISCANDO DEMAIS E DEVERIAM IMEDIATAMENTE COMEÇAR A ADQUIRIR A VACINA E CUMPRIR SUA OBRIGAÇÃO DE VACINAR A TODOS OS BRASILEIROS, AFINAL PAGAMOS IMPOSTOS CAROS E O ESTADO TEM A OBRIGAÇÃO DE CUIDAR DESTA SITUAÇÃO.

POSSO FAZER UMA PERGUNTINHA?

SERÁ QUE TODOS NA FAMÍLIA DO MINISTRO TEMPORÃO E DEMAIS AUTORIDADES QUE NÃO ESTÃO NO GRUPO DE VACINAÇÃO, TOMARAM A VACINA?

TEMOS QUE TER RESPONSABILIDADE E PREVENTIVAMENTE AGIRMOS E NÃO FICARMOS ESPERANDO OS FATOS ACONTECEREM, COMO OS DESMONORAMENTOS DOS MORROS NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, QUE MATARAM CENTENAS DE BRASILEIROS.

SEGUE ABAIXO REPORTAGEM SOBRE O PLANEJAMENTO ARRISCADO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE BRASILEIRO.
QUE DEUS NOS PROTEJA E NOS LIVRE DESTE MAL, AMÉM.

Ed

colaboração para a Folha Online


Começa nesta segunda-feira (8/03/2010) a primeira etapa da campanha de vacinação contra a gripe suína --a gripe A (H1N1). A expectativa do Ministério da Saúde é vacinar cerca de 90 milhões de brasileiros em dois meses. A primeira etapa da campanha vai até dia 19 deste mês.

Nas duas primeiras semanas da campanha, serão imunizados somente os trabalhadores da área da saúde --que atuam diretamente no combate à doença--, e indígenas que vivem em aldeias do país. Nesta etapa, a estimativa é que cerca de 1,9 milhão de trabalhadores da área da saúde e 566 mil indígenas sejam vacinados contra o vírus.

Devem receber as primeiras doses da vacina médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, recepcionistas, funcionários de limpeza e segurança, motoristas de ambulância, equipes de laboratório e profissionais que atuam em investigação epidemiológica. A vacinação dos funcionários será no próprio local de trabalho.

A segunda fase da vacinação contra a gripe A (H1N1) vai do dia 22 de março e até 2 de abril, e incluirá gestantes, crianças (com idades entre seis meses e dois anos), e os portadores de doenças crônicas --como obesidade de grau três, diabetes, pessoas imunodeprimidas, asmáticos graves, cardiopatas e portadores de doenças respiratórias crônicas, dentre outros.

As mulheres que engravidarem após 2 de abril poderão receber a vacina até o final da campanha, em 21 de maio.

Já na terceira etapa da campanha, que ocorrerá entre os dias 5 e 23 de abril, será vacinada a população de 20 a 29 anos.

Entre 24 de abril a 7 de maio, receberão a vacina idosos com 60 anos ou mais portadores de doenças crônicas. Os demais idosos irão tomar a vacina contra a gripe comum.

No período de 10 a 21 de maio, serão imunizados adultos de 30 a 39 anos.

No total, o Ministério da Saúde adquiriu 113 milhões de doses da vacina --a meta é imunizar pelo menos 80% desse público-alvo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário