ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância

http://www.andi.org.br/

Saiba tudo sobre a situação da criança no mundo. Clik aqui para traduzir o Blog. Obrigado.

Clik para ouvir !!!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Em Caçapava (SP), bebê de cinco meses é encontrado morto com sinais de abuso sexual

Rodrigo Machado

Especial para o UOL Notícias

Em São José dos Campos Comentários

A Polícia Civil abriu inquérito nesta segunda-feira (7) para investigar a morte de um bebê de cinco meses que teria sofrido abuso sexual do pai no último domingo, em Caçapava (109 km a noroeste de São Paulo). A criança chegou a ser socorrida no Pronto-Socorro Municipal, mas morreu por insuficiência respiratória antes da entrada na emergência.

O caso ocorreu na madrugada de anteontem na Vila Paraíso, e o laudo da causa da morte será entregue em 30 dias. O corpo da menina foi enterrado ontem à tarde no Cemitério Municipal.

Como a criança apresentava sinais de violência em seu corpo, o Conselho Tutelar e a Polícia Militar foram acionados pela equipe médica da Fusam (Fundação de Saúde e Assistência do Município) de Caçapava.

Os pais, o servente A.M.R, 32 anos, e a dona de casa D.A.P., 23, foram detidos pela polícia e liberados após prestarem depoimentos. Agora a investigação aguarda o laudo do IML (Instituto Médico Legal) para a conclusão dos fatos, segundo o delegado José Aurélio Pereira Cardamone.

“Nos depoimentos, os pais negaram qualquer tipo de agressão física à menina e afirmaram que tomavam banho quando ouviram a criança chorando. Vamos analisar os fatos e aguardar o resultado do IML”, disse Cardamone ao UOL Notícias.

Segundo o delegado, caso a agressão seja confirmada, o pai poderá responder por homicídio doloso (quando há intenção de matar) e estupro de vulnerável. A pena pode chegar a 30 anos de prisão.

Os outros três filhos do casal foram levados a um abrigo municipal pelo Conselho Tutelar. Eles receberão apoio social e psicológico, segundo a conselheira que acompanha o caso, Isaíra Maria Rubim da Cunha. Vizinhos e parentes da família serão chamados para depor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário