ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância

http://www.andi.org.br/

Saiba tudo sobre a situação da criança no mundo. Clik aqui para traduzir o Blog. Obrigado.

Clik para ouvir !!!

sexta-feira, 29 de março de 2013

Resiliência: Ponto Forte dos Pequeninos

Que fatores influenciam as pessoas na infância para fazê-las agirem da forma que agem quando adultas? Será possível prever quais características nas crianças poderiam protegê-las contra as adversidades da vida?
O estudo mais famoso e relevante sobre o que passou a ser conhecido como resiliência foi conduzido pela pesquisadora norte-americana Emmy Werner. Foi um estudo longitudinal que acompanhou todas as 698 crianças da ilha Kauai, Hawai, nascidas no ano de 1955 até os 40 anos.

Resultados surpreendentes

“Aproximadamente 30% dos sobreviventes na nossa população estudada nasceram e foram criados em pobreza; experimentaram complicações pré ou pós natais; viveram em famílias marcadas por discórdia, divórcio ou patologias mentais presentes nos pais; e foram criados por mães com menos de 8 anos de escolaridade. Dois terços (2/3) destas crianças, que tinham experimentado pelo menos 4 destes fatores de risco até os 2 anos de idade, apresentaram dificuldades de aprendizado ou problemas comportamentais ao chegarem aos 10, ou tiveram relatos de delinquência e/ou doenças mentais ao chegarem aos 18 anos.

No entanto, uma em cada três crianças se transformaram em adultos confiantes, competentes e afetuosos. Eles não desenvolveram problemas de comportamento ou aprendizado durante a infância ou adolescência. Eles foram bem sucedidos na escola, lidaram com suas situações domésticas e sociais de forma adequada, estabeleceram alvos educacionais e profissionais para si mesmos. Ao chegarem na idade de 40 anos, nenhum deles estava desempregado, nenhum tinha entrado em conflito com a lei, e nenhum deles precisava de ajuda do governo para se manterem (…) O nível de realização educacional ou profissional deles era igual ou até maior do que o de outras crianças provenientes de situações econômicas e familiares mais estáveis.”*

Fatores que geram resiliência

O segredo destas crianças que se tornaram adultos bem sucedidos a despeito da adversidade passou a ser o objeto maior de investigação, deste e muitos outros que o sucederam. Resiliência, no campo da psicologia, passou a definir a capacidade de recuperação pessoal sem deformações de situações adversas. Pessoas resilientes têm a capacidade de resistir, de não serem destruídos diante de situações dolorosas. Elas têm também a capacidade de construir apesar e a partir da própria adversidade.

A grande notícia é que, ainda que permaneça meio misteriosa, já sabemos o suficiente sobre resiliência para podermos ajudar as crianças a desenvolvê-la. Quais são as crianças melhor preparadas para superar a adversidade?

- Crianças inseridas em redes de apoio social e que contam com uma aceitação incondicional por pelo menos uma pessoa importante em sua vida;
- Crianças que conseguem descobrir um sentido maior da vida e que têm uma estreita ligação com a vida espiritual e a fé religiosa;
- Crianças que conseguem desenvolver habilidades sociais e a capacidade de resolver problemas, e que acreditam ter algum controle sobre a própria vida;
- Crianças cuja auto-estima é positiva, que fazem uma avaliação afirmativa de si mesmas;
- Crianças com um bom senso de humor.

Com certeza essa lista não está completa mas já nos ajuda a preparar nossas crianças para que cheguem à fase adulta de forma saudável e bem sucedida.

*Trecho traduzido do artigo “Resilience and Recovery: Findings from the Kauai Longitudinal Study” publicado em 2005 por The Research and Training Center on Family Support and Children’s Mental Health, Portland, OR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário